segunda-feira, 30 de julho de 2012

O que é baixo ?

O que é baixo? É um instrumento musical essencial em uma banda. Baixo é nome mais popularmente usado para designar o instrumento. Baixo elétrico ou contrabaixo elétrico é caracterizado pelo som grave por ter suas cordas grossas e tem a função principal de conduzir e dar peso harmônico e força com fundamento rítmico, ou seja, ele faz a ligação do ritmo com a harmonia e por esse motivo o baixista deve está em sintonia não só com toda a banda mais principalmente com a bateria, além disso, o baixo também pode executar melodias e improvisos com um som único e bem marcante. O baixo elétrico evoluiu do contrabaixo clássico ou contrabaixo acústico das orquestras de acordo com a imagem acima que até no início dos anos cinquenta nas bandas da época era o instrumento que tinha pelo seu tamanho o de maior dificuldade de locomovê-lo e foi nesse momento que no fim de 1951 um homem chamado Leo Fender inovou de forma espetacular o instrumento. Na época Leo Fender tinha 42 anos e era técnico em eletrônica quando lançou o primeiro baixo elétrico que revolucionou o mundo musical. Ele se inspirou na guitarra elétrica Telecaster para desenvolver o instrumento que o batizou de Precision. Na imagem abaixo um autêntico Fender 51 Precision.



 

Existem baixos elétricos de quatro cordas, cinco, seis e até mais e de acordo o estilo musical de cada um há baixos para todos os gostos, pois existem uma infinidade de modelos e se você tiver interesse em aprender a tocar o instrumento aproveite e veja também no nosso site: "qual o instrumento mais fácil de tocar ?".

terça-feira, 10 de julho de 2012

Qual o instrumento mais fácil de tocar


Para a pergunta: qual o instrumento mais fácil de tocar? É relativo responder a ela, pois depende do gosto por um tipo de instrumento musical e do interesse de cada um em aprender. Muitos dizem que aprender baixo é fácil. Para quem gosta de instrumentos de cordas e tem interesse em montar uma banda e também dependendo em que nível musical quer chegar o baixo elétrico nesse ponto é considerado fácil, pois se comparar, por exemplo, o contrabaixo com o violão e levar em consideração o tempo para aprender a tocar a primeira música, esse tempo no contrabaixo será bem menor que no violão, mas isso também para quem nunca pegou em um instrumento musical e dependendo do nível de dificuldade da música a ser tocada. Nessa comparação podemos levar em consideração, por exemplo, a dificuldade em que um aluno pode ter em fazer uma pestana no violão ou guitarra, pois é comum a desistência ao se deparar com ela e, no caso, do contrabaixo essa dificuldade não existirá porque na maioria das músicas populares não tem a necessidade de fazê-la. Para quem não conhece o contrabaixo se apaixona pelo seu som ao ouvi-lo em detalhes pela primeira vez ainda mais para quem gosta de sons graves e é comum pessoas que estão aprendendo a tocar violão ou guitarra e tem interesse em montar uma banda acabarem trocando de instrumento e  se tornam baixistas depois de conhecê-lo bem. Se você quer montar uma banda e aprender algum um instrumento de cordas e não sabe qual escolher e quer conhecer o som do contrabaixo navegue por nosso site ou em outros e procure saber um pouco do estilo e características do baixista da banda que você gosta. Quem sabe você tem afinidade por esse instrumento e não sabe e hoje com a internet ficou muito mais fácil aprender tocar um instrumento.
Se você estiver usando tablet, notebook, celular, ipad, iphone e equipamentos do tipo para acessar esse site e não está usando caixas ou caixinhas de som que reproduzam bem os sons graves e quer conhecer mais o som do contrabaixo recomendamos ao assistir aos vídeos do nosso site, o uso de bons fones de ouvido, pois o contrabaixo é um instrumento de baixa frequência e por isso ele tem um som grave e nem sempre equipamentos citados anteriormente reproduzirá bem o seu som. É diferente quando você vai assistir pessoalmente a um show ao vivo onde se usam equipamentos de som que reproduzem fielmente o contrabaixo que antes a tecnologia não permitia, mas cuidado estamos falando de shows para multidões porque até hoje a maioria dos músicos profissionais preferem timbres de amplificadores antigos e valvulados por produzir um som bem característico e muito agradável em que com a tecnologia de hoje já é possível reproduz esses equipamentos antigos e cobiçados em notebooks e até em iphones e a cada dia que passa essa tecnologia vem ficando cada vez melhor para reproduzir o som do baixo e é um dos motivos em que o instrumento está cada vez mais se popularizando, pois antes a dificuldade que existia, por exemplo, em um show de escutar não só o contrabaixo, mas também os outros instrumentos, hoje a realidade é outra por conta do dessas inovações.  
Para iniciantes no nosso site há uma vídeo-aula do baixista Arthur Maia completa. A imagem está um pouco ruim por ser um vídeo antigo e retirado de uma fita K7, mas dá para assistir e o conteúdo é ótimo.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Melhor Baixista da Atualidade

Qual o melhor baixista da atualidade?


É relativo dizer qual o melhor baixista da atualidade ou o melhor ou melhores baixistas do mundo, pois existem ótimos músicos espalhados pelo mundo. Seria melhor ao invés de perguntar: Qual o melhor baixista da atualidade? Perguntar: Qual baixista que você gosta mais? Ou qual o baixista você se identifica? Pois não é fácil definir o melhor baixista do mundo ou da atualidade. De acordo com especialistas e músicos o máximo de que se tem como melhor registro formal para esse título é por meio de prêmios como o do Grammy e citações em revistas especializadas, como por exemplo, as revistas Bass Player, Rolling Stones, Cover Baixo e outras. Ao ter como parâmetro esses fatores hoje atualmente o baixista Victor Wooten foi ganhador de vários prêmios diferentes inclusive três Grammy’s e inúmeras vezes foi e é citado em várias revistas no mundo inclusive na revista Bass Player que é considerada uma das mais influentes e cuja revista o atribuiu três vezes como melhor baixista do ano. Para ver seus vídeos clique no link: Victor Wooten . Mas, isso não quer dizer que não tenhamos espalhado pelo mundo a fora baixistas tão bom quanto. 
É relativo! As vezes, uma linha de baixo simples é mais emocionante para uns do que para outros, pois  para alguns linhas com poucas notas, mas com conteúdo e sonoridade que só ele sabe fazer pode ser incontestável. E para outros baixistas a preferência são linhas extremamente rápidas e aparentemente impossíveis de executar. Tudo depende! Do gosto, estilo, da técnica de que se quer ouvir ou aprender a tocar e onde aplicar. Há uma variedade imensa de baixistas para você escolher como inspiração e influência para sua técnica. 
                   Será que existe 1 (um), apenas um melhor do mundo? Fica a pergunta no ar...

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Como Tocar Contrabaixo

Quer aprender violão, baixo ou guitarra esse software gratuito te ajudará. Esse programa para aprender violão baixo ou guitarra te ajudará no aprendizado para iniciantes e quem já sabe um pouco também.
O Guitar and Bass é um software especialmente voltado para quem está aprendendo a tocar algum instrumento de corda, mais especialmente guitarra, baixo ou violão. Isso porque ele já vem com vários presets envolvendo esses instrumentos, além de um banco de sons bastante extenso, que facilita o entendimento.
Deve ser ressaltado que o programa não foi feito para aprender músicas, como o Guitar Pro ou o TuxGuitar, mas sim para o desenvolvimento de habilidades musicais, como aprendizado de técnicas, harmonia e teoria do instrumento.
Isso quer dizer que você vai encontrar no software bibliotecas de acordes, lições que ensinam como se localizar no braço, nomes de componentes do instrumento, além de vários testes que objetivam verificar se os conhecimentos foram apreendidos com eficiência.

Aprendendo os primeiros acordes

O Guitar and Bass possui uma barra de navegação lateral, através da qual você acessa todas as funções principais do software. O primeiro item da lista, por exemplo, chama-se “Common Chords” (Acordes populares). Use-o para abrir a biblioteca de acordes do programa, como mostra a figura abaixo.
Um acorde de dó maior
Por padrão, os acordes serão exibidos no braço de uma guitarra de seis cordas, mas você pode alterar isso clicando sobre o nome do instrumento. Além disso, clique na caixa que indica o nome do acorde para ter acesso à lista completa e selecione um deles para aprender como montá-lo. Você ainda pode visualizá-lo em outras regiões do braço, clicando sobre “Barre (C)”, “Barre (E)” etc.
Ainda na barra lateral, você encontra uma lista com todos os intervalos (por exemplo, terças, quintas e sétimas maiores e menores) no menu “Intervals”. Você também pode escolher qual é a nota de referência para todos os outros intervalos e assim, entender melhor as escalas.
Alguns dos intervalos
Ainda há um gerador de acordes (“Chord Generator”), usado para produzir acordes a partir de informações separadas, um gerador de escalas (“Scale Generator”), com praticamente todas as escalas mais populares e um banco de tons (“Keys”), que ajuda a tocar qualquer música mais rapidamente.

Exercícios

Clique em “Manager” para abrir a janela de exercícios e testes. Você vai encontrar quatro modalidades: teoria (“Theory”), braço do instrumento (“Fretboard”), treinamento de ouvido (“Ear training”) e altura absoluta (“Absolute pitch”), usado para aprender a memorizar a altura padrão das notas.
Exercício para treinar o ouvido
Cada uma dessas modalidades se divide em mais algumas que, ou aumentam a dificuldade, ou caracterizam um tipo diferente de exercício. Clique sobre o acorde desejado, regule as características, como notas a serem usadas, e clique em “Start” para começar. Todos eles possuem níveis de dificuldade para que você possua evoluir enquanto é testado.

Ferramentas

O programa ainda traz algumas ferramentas adicionais, que podem ajudar bastante, como um metrônomo, usado para treinar sua sincronia com o tempo das músicas e um “Key Finder” (Localizador de tom). Nele, você digita os acordes usados em uma música e ele indica em quais tons ela pode estar.
Encontre o tom da música
Por fim, na aba ferramentas você encontra o que o programa chama de “Jam band”, uma espécie de compositor virtual. Ele possui vários samples de guitarra, baixo e bateria em diversos tons. Você pode combiná-los da maneira que quiser para criar bases sólidas para suas músicas.


Leia mais em: http://www.baixaki.com.br/download/guitar-and-bass.htm#ixzz1zV6v6fGP









Para fazer o Download clique no link abaixo ou digite "Guitar and bass" no Baixaki.

Melhores Baixistas do Mundo





Lista com os 10 melhores baixistas do mundo



Clique no nome para ver os vídeos de cada baixista.






6 - Flea



10 - Paul McCartney


E qual melhor baixista da atualidade?  clique aqui: >Melhor Baixista da Atualidade<

domingo, 1 de julho de 2012

Victor Wooten

Ganhador de vários prêmios incluído três Grammy’s, atribuído como o melhor baixista do ano pela Bass Player Magazine e considerado um dos mais conceituados baixistas do mundo. Victor Wooten começou a tocar contra baixo aos 3 anos de idade e aos 5 já estava tocando com os irmãos em shows. Com sua habilidade, Victor Wooten impressiona.



O vídeo abaixo é um dos mais famoso do Victor Wooten.


No vídeo abaixo Victor Wooten participa do festival de jazz "Heineken Jazzaldia" na Espanha em 2006 com o grupo Béla Fleck and the Flecktones o qual faz parte.


No próximo vídeo Victor Wooten passa dicas de slap com a técnica de uma única batida com o polegar direito produzindo dois sons.


Jaco Pastorius

O grande revolucionador do baixo elétrico. Qual baixista que nunca ouviu falar em Jaco Pastorius? Jaco deu início a sua fama como referência mundial para maioria dos baixistas desde 1980 até hoje Jaco Pastorius é considerado objeto de estudo no mundo inteiro. Na década de 80 com o lançamento do disco homônimo da banda Word of Mouth, uma big band com inovadoras linhas de baixo revolucionou o intrumento. Muitos acreditam que Jaco foi o inventor do baixo fretless (baixo elétrico sem os trastes), mas como ainda não se sabe ele foi excepcionalmente o primeiro baixista a toca de forma única e com uma precisão de um instrumento erodito antes jamais visto. Aproximadamente após cinco anos de sucesso Jaco Pastorius começou a ter sérios problemas com o uso excessivo de drogas e álcool. Em 1987 depois de um show do guitarrista Santana no Midnight Bottle Club na Florida, Jaco se envolve em uma briga com o gerente do club e os seus seguranças e após entrar em coma com traumatismo craniano por causa da briga ele morre aos 35 anos.

Nos vídeos abaixo estão a apresentação da música "The Chicken" e uma vídeo aula de Jaco.



Macurs Miller

Além de ter a grande influência do baixista Jaco Pastorius, Marcus Miller também é compositor. Miller acompanhou grandes nomes do Jazz como David Samborn e Miles Davis. Ele tem uma extensa discografia que percorre o mundo todo, mas o seu sucesso é mais intesso no Japão e Europa. Da lista desse site Marcus Miller é considerado uma das mais grande inflênciadores no slap. Sua técnica é muito bem executada e muitas vezes ele é considerado para muitos baixistas um dos melhores do mundo junto do Victor Wooten e Cia.



Nico Assumpção

Nico tocava baixo desde os dezesseis anos. Foi aluno de Amilton Godoy e Luis Chaves no CLAM, escola em que também foi professor por dois anos.

Em 1976, aos 22 anos, mudou-se para Nova Iorque a fim de aprofundar seus estudos, e passou a integrar o grupo do pianista Don Salvador e do saxofonista Charlie Rouse o que lhe abriu as portas para tocar com alguns dos mais importantes músicos de Jazz, tais como Fred Hersh, Larry Willis,
John Hicks, Steve Slagle, Victor Lewis entre outros.
De volta ao Brasil em 1981, lançou o primeiro disco brasileiro de contrabaixo solo (Nico Assumpção - Selo Independente) e a partir de 1982, já morando no Rio de Janeiro, tornou-se um dos músicos mais requisitados tanto ao vivo como em estúdios, tendo participado da gravação de mais de 400 discos e de um sem número de shows.

Entre suas atuações mais significativas no panorama fonográfico brasileiro, podemos destacar os discos de: João Bosco, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Milton Nascimento, Baby do Brasil, César Camargo Mariano, Nelson Faria, Gal Costa e muitos outros.

No cenário internacional, Nico tocou e gravou com alguns dos mais expressivos e reconhecidos artistas, entre eles: Kenny Barron, Billy Cobham, Larry Corvell, Joe Diorio, Eliane Elias, Ronnie Foster, Frank Gambale, Joe Henderson, Lee Konitz, Michel Legrand, Harvey Mason, Pat Metheny, Airto Moreira, Flora Purim, Ernie Watts, Sadão
Watanabe e Phil Woods
.

Nico Assumpção faleceu em janeiro de 2001 aos 47 anos, vítima de câncer.





John Entwistle

John Entwistle faz parte da banda de Rock “The Who” desde os anos  60 e influenciou várias gerações de baixistas com sua sonoridade agressiva, levando-o a ser definido como "o maior baixista da história do rock" por publicações como Greenwich Time e The Ledger. Ele ficou conhecido por sua pegada base alcançada através da utilização de linhas pentatôncias e um som agudo pouco comum, alcançado através da utilização de cordas de aço RotoSound. Entwistle possuía uma coleção de mais de 200 instrumentos, refletindo as diferentes marcas que utilizou durante sua carreira: baixos Fender, Rickenbacker, Gibson, Alembic e outros. Nos vídeos abaixo alguns de seus solos.



Geddy Lee

Geddy Lee por não tocar como de costume fazendo igual a maioria dos baixistas fazendo a marcação ele foi notado por ser bem diferente, pois o som do seu baixo fica destacado.

Ele praticamente sola o tempo inteiro utilizando técnicas de contrapontos, linhas cheias e pulsantes que tornam o baixo bem “na cara”.

No seu projeto solo lançado em 2000 o "My Favorite Headache" ele ultilizou caminhos mais melódicos em vez de alta velocidade.


Nos vídeos abaixo uma demostração de sua execução.





Thiago Espirito Santo

Thiago é um músico brasileiro de prestígio nacional e internacional.
Sua maneira única de tocar o contrabaixo contribuiu para que ao longo desses anos o músico reunisse em sua carreira uma série de shows e gravações por todo Brasil e exterior, ao lado de grandes artistas como:

Hermeto Pascoal, Dominguinhos, Toninho Horta, Hélio Delmiro, George Benson, Paulo Moura, Renato Borguetti, Yamandú Costa, Hamilton de Holanda, Oswaldinho do Acordeon, Heraldo do Monte, Arismar do Espirito Santo, Silvia Goes, Robertinho Silva, Gregoire Maret, Jim Stinnett, Dom Moio, Todd Johnson, Gabriel Grossi, Marcio Bahia, Toquinho, Filó Machado, Maria Bethânia, Nelson Sargento, Wilson Simonal, Jane Duboc, Jair Rodrigues, Fabio Jr, Frejat, Marina de La Riva, Luciana Mello, Jair Oliveira, Miltinho Edilberto, Trio Virgulino, Kenwood Dennard, Alessio Menconi, Kiko Loureiro entre outros.

O músico já se apresentou em diversos países como: Estados Unidos, Argentina, Equador, Alemanha, Áustria, Espanha, Portugal, Holanda, Itália, França, Moçambique, Japão e Rússia.

Thiago ministrou aulas, palestras e workshops em diversas cidades brasileiras, entre elas:
Brasília (30º e 32º CIVEBRA), Cuiabá (SEMUS), Ourinhos (Festival de Música), Curitiba (Oficina de Música), Maringá (Festival de Música), Cascavel, Itajaí, Macapá, Salvador, Guarujá, Florianópolis, São Paulo, Ribeirão Preto, Campinas, Natal, Porto Alegre, Santa Maria, Joinville, Blumenau, Brusque, Bauru, Campinas, São Carlos, Adamantina, entre outras.

Nos vídeos abaixo um pouco dos seus solos.


Abraham Laboriel

Abraham Laboriel ou também chamado de Abe é de origem mexicana e é conhecido mundialmente pelo seu jeito único de tocar o baixo elétrico. Ele utiliza técnicas formidáveis na mão direita que foge um pouco da forma tradicional de tocar contra baixo, além de execultar belos acordes. Ele foi descrito na revista Guitar Player como:“o mais versátil baixista de nossos tempos” a lista de Abraham Laboriel é enorme ele já participou de mais de quatro mil gravações e trilhas sonoras. Além disso, como diz o ditado “filho de peixe peixinho é”, seu filho Abe Laboriel Jr é um ótimo vocalista e baterista de renome mundial que acompanha vários músicos como Paul McCartney, Eric Clapton, B.B. King e muitos outros. Abraham Laboriel pai é membro da Igreja Presbiteriana e também é conhecido por ser baixista referência na música gospel internacional.


No vídeo acima alguns dos solos de seus solos. Nos vídeos abaixo um trexo de uma vídeo aula de Abe com algumas dicas de sua técnica.




Twitter Facebook Favorites

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Grants For Single Moms